Ninguém vai recapear a Anhaia Mello por enquanto

Bastante impactado pelos vários anos de obras da Linha 15-Prata do monotrilho, há tempos o asfalto da avenida Anhaia Mello a partir da estação Oratório é alvo de reclamações dos motoristas. Durante a construção da via elevada para os trilhos e das estações São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União, a justificativa sempre foi que o recapeamento da avenida só poderia ser executado após o término dos trabalhos. Em mais de uma ocasião, a Prefeitura informou que o novo asfaltamento da via seria feito pela Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô. No entanto, apesar da inauguração das quatro novas estações da Linha 15 ter ocorrido há quase três meses, não há previsão de recapeamento para a Anhaia Mello.

Em março do ano passado, a Folha mostrou a situação do asfalto que colocava motoristas em perigo porque eles encontravam crateras ao longo do percurso. Na ocasião a Prefeitura Regional Vila Prudente informou que o recapeamento da via seria realizado pelo Metrô após a conclusão do monotrilho, no entanto, ressaltou que de forma emergencial estava realizando o serviço de tapa-buraco nos trechos mais problemáticos da avenida.
Entre as estações Vila Prudente e Oratório, a Anhaia Mello foi recapeada pelo Metrô após a finalização das obras. Na época foi informado que o serviço já estava estipulado desde a assinatura de contrato da execução da Linha 15.

Questionado agora pela Folha sobre o serviço no trecho que abrange as quatro estações inauguradas em 6 de abril, o Metrô alegou que a manutenção, conservação e sinalização no viário ao longo da Anhaia Mello não é de sua responsabilidade. De acordo com o Metrô, recentemente, em decorrência das obras, a Companhia executou a recomposição pontual do asfalto sob as estações que construiu e demais locais próximos afetados por essas construções.

Curiosamente, em junho passado a Folha publicou matéria sobre os projetos e obras previstos pelas prefeituras regionais da região e entre as ações citadas pela Vila Prudente consta o recape da Anhaia Mello. “Quem afinal vai fazer o recapeamento da avenida? A Prefeitura ou a empresa contratada pelo Metrô para as obras do monotrilho?”, argumenta Maurício Germoliato lembrando justamente que sempre leu as respostas da Prefeitura alegando que o Metrô faria o serviço. “O contribuinte vai pagar esse serviço em duplicidade?”, questiona.

A Folha também indagou a Secretaria das Prefeituras Regionais que se limitou a informar que “a Anhaia Mello não está, no momento, incluída no Programa Asfalto Novo”.

 

Fonte: http://folhavponline.com.br/2018/06/29/ninguem-vai-recapear-a-anhaia-mello-por-enquanto/