Novo prefeito faz mudanças no secretariado

Na manhã desta segunda-feira, dia 9, o prefeito Bruno Covas (PSDB) fez o primeiro pronunciamento oficial e afirmou que tem pressa. “Serão apenas 33 meses que temos pela frente para pagar a minha dívida de gratidão”, afirmou se referindo a possibilidade de assumir a Prefeitura de São Paulo. Ressaltou que houve a mudança do “piloto”, mas “o rumo, a direção, a rota continuam os mesmos”.

Entre os desafios citados por Bruno Covas, alguns envolvem pendências na região, como a retomada das obras paradas dos CEUs, a reforma de pelo menos 28 Centos Esportivos e finalizar sete UBSs. Sobre a fila para creches, manteve a meta de criar 85 mil vagas durante os quatro anos de gestão João Doria/Covas. “Sou daqueles que acredita que mais vale eliminar uma fila do que construir um viaduto”, afirmou.

O novo prefeito reafirmou que é político, ao contrário de seu antecessor que se dizia gestor. “Nunca escondi de ninguém que sou um político. Aristóteles já dizia que o homem é um ser político”, afirmou lembrando em seguida o discurso de posse como prefeito de São Paulo de seu avô Mario Covas: “Não é sem razão que o vocábulo político encontra sua raiz na expressão pólis, isto é, cidade”.

Também pediu o apoio da sociedade. “A participação popular e a ajuda da iniciativa privada devem ser buscadas como forma de catalisar os objetivos desse governo”, afirmou. Ressaltou que assume o cargo ciente “da gravidade, da responsabilidade e do peso da tarefa” e que trabalhará incansavelmente.

Secretariado

Nesta tarde foi a vez de Bruno Covas anunciar as mudanças em seu secretariado que devem acarretar outra série de alterações de cargos ao longo dos próximos dias. O novo secretário das Prefeituras Regionais é o engenheiro civil Marcos Penido, de 56 anos. Ele ocupava desde o início de 2017 o cargo de secretário municipal de Serviços e Obras.

Quem assume a Secretaria Municipal de Serviços e Obras é o engenheiro civil Vitor Aly, de 54 anos, que era o presidente da SP Obras, empresa da Prefeitura responsável pela execução de programas, projetos e obras do munícipio. Em seu lugar na SP Obras foi anunciado o mestre em Engenharia de Construção Civil e Urbana, Maurício Brun Bucker, que também já teve passagem pelo Metrô de São Paulo como responsável técnico nas obras e projetos das linhas 5 e 15, além de gerenciar as linhas 4 e 17.

Sérgio Avelleda, 47 anos, que ocupou a presidência do Metrô de 2011 a 2012 e respondia pela Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, foi escolhido para a chefia de gabinete do prefeito Bruno Covas. Ele é especialista em projetos de concessões e parcerias público-privadas.

No lugar de Avelleda na Secretaria de Mobilidade e Transportes assume João Octaviano Machado Neto, 59 anos, que desde o início da gestão Doria era o presidente da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). No comando da CET ficou Milton Persoli, engenheiro e funcionário de carreira da Prefeitura, atuando desde 1978 em ações do município.

O vereador e vice-presidente da Câmara Municipal, Eduardo Tuma (PSDB), 35 anos, é o novo secretário municipal da Casa Civil – cargo que Bruno Covas ocupava até assumir a Prefeitura. A pasta é responsável pela articulação política da Prefeitura com os governos federal e estadual, além dos vereadores.

A Secretaria de Justiça passa a ser comandada pelo advogado e administrador Rubens Rizek Jr., que era o secretário em exercício da Agricultura e Abastecimento do Estado.

 

Fonte: http://folhavponline.com.br/2018/04/09/novo-prefeito-faz-mudancas-no-secretariado/